Você sabia que a higienização interna de veículos é fundamental para conservar o carro e prezar pela saúde dos passageiros? Se essa informação é novidade — ou se você já tinha o conhecimento e quer aprender a fazer o processo no seu carro —, seja bem-vindo.

A TempoTem preparou um manual completo para ensinar a importância da limpeza interna de veículos, te mostrar como fazer a lavagem de bancos automotivos e mais uma série de dicas para você manter o seu quatro rodas intacto por dentro e por fora.

Antes de iniciar o manual, vale frisar que, embora grande parte das pessoas tenham a preocupação de lavar o carro quinzenalmente, apenas esse cuidado não é suficiente para garantir que o veículo fique limpo de verdade. 

Isso porque é na parte interna que muitos germes e bactérias se alojam, especialmente nas brechas e encaixes de difícil de acesso.

Então, para saber quais são os perigos desse acúmulo de sujeira dentro do automóvel — além de aprender como fazer uma higienização interna de veículos passo a passo —, continue a leitura até o final!

A importância de fazer a higienização interna de veículos

Realizar a limpeza do seu carro periodicamente garante com que ele permaneça novo por mais tempo.

Já aconteceu de você entrar em um veículo e sentir cheiros desagradáveis ou notar diversos resíduos de lixo espalhados pelos bancos e carpete? 

Pois é, o problema é que, muitas vezes, nem é necessário que a falta de limpeza seja visível para que passageiros comecem a ter espirros, coriza e outros sintomas de crise alérgica quando abrem a porta do carro.

Tudo isso é resultado de sujeiras acumuladas após meses sem a realização de uma boa — e eficaz — limpeza interna do veículo, onde restos de alimentos, poeiras e detritos trazidos da rua pelos sapatos adentram no automóvel e ficam por ali, alojando-se nos estofados dos bancos, no painel e no filtro do ar-condicionado, por exemplo.

A preocupação de mecânicos, especialistas automotivos e de profissionais da saúde é que essas impurezas — que no início são quase imperceptíveis —, vão se acumulando cada vez mais, prejudicando a respiração do motorista e toda sua família. 

Além disso, as sujeiras aceleram o processo de desgaste das peças e, dependendo do grau, violam as leis de trânsito — onde é possível até mesmo que o condutor leve uma multa de trânsito por conta do descuido com o carro, e sobre isso falaremos a seguir.

Entenda como funciona a multa por carro sujo

Segundo o artigo 230 do Código de Trânsito Brasileiro — CTB, rodar com o carro em mau estado de conservação e comprometendo a segurança das vias, trata-se de infração grave passível a multa. 

E, se houver lama, mato, terra ou qualquer outro objeto bloqueando a visibilidade e legibilidade da placa ou de outro objeto de identificação, o motorista poderá, além de ser multado, ter seu veículo apreendido.

E ninguém quer deixar o possante chegar a este ponto, tampouco colocar em risco a vida das outras pessoas no trânsito, não é mesmo? 

Por isso, a higienização interna de veículos é tão importante e precisa ser realizada por profissionais a cada seis meses — para garantir uma limpeza completa e profunda — e, periodicamente, pelo proprietário do carro.

Aqui vale explicar que o intervalo entre as higienizações deve ser ainda menor para quem tem crianças, pets e/ou carrega muitos passageiros no seu automóvel.

Como é feita a higienização interna de veículos?

Saiba todos os pontos que você deve se atentar no momento da higienização de seu carro.

Acima explicamos que a higienização interna de veículos deve ser feita por uma equipe especializada ao menos duas vezes por ano. 

Isso porque algumas peças precisam ser removidas para serem lavadas e para que os materiais de limpeza alcancem todos os esconderijos da sujeira entre um encaixe e outro.

Do lado externo, nós já sabemos que existe um cuidado com os vidros, com a lavagem dos pneus, com a aplicação de cera na lataria e com os demais pontos que fazem o carro sair brilhando do posto. 

Já na higienização interna de veículos, outras etapas devem ganhar uma atenção especial. Abaixo listamos algumas delas:

Varredura do revestimento interno

Uma vassoura específica pode ser utilizada para remover a sujeira grossa dos carpetes, já que o aspirador de pó é mais recomendado para as portas, cintos de segurança, tapetes e teto. Em seguida, ambas as partes devem ser escovadas com um desinfetante perfumado próprio para carros.

Essa é uma das etapas mais simples da higienização interna de veículos, mas a responsável por eliminar grande parte das impurezas e ainda deixar o ambiente cheiroso. 

A boa notícia é que todo processo pode ser feito em casa mensalmente, porém, ele não dispensa a contratação de um serviço profissional a cada semestre — que, como você já sabe, removerá as peças necessárias para fazer a limpeza interna profunda.

Troca do fIltro do ar-condicionado

A higienização interna de veículos inclui também o ar-condicionado, um acessório muito utilizado, mas que acaba acumulando infinitas poeiras. Um técnico poderá limpar as aletas do aparelho e ainda verificar se está funcionando corretamente. 

Com tudo ok, o último passo é a troca do filtro para um ar puro e gelado dentro do automóvel.

Quando não se faz a limpeza e nem a troca do filtro, um excesso de pó impede que o ar-condicionado funcione adequadamente — o que faz muita gente gastar um dinheirão acreditando que o aparelho ou a bateria do carro estejam com problemas — ainda provocando alergias e problemas respiratórios nos passageiros.

Limpeza do painel e dos acessórios plásticos

Outra parte importante da higienização interna de veículos é a limpeza do painel e dos demais acessórios e peças de plástico, como o porta-copos, o porta-luvas e as saídas de ar. Um cuidado extra se deve ter com o volante, item que, muitas vezes, é manuseado com as mãos sujas e aloja bactérias e vírus.

Vale lembrar que os pedais também precisam ser higienizados. Se você adquirir o hábito de limpar o painel e os pedais semanalmente — principalmente quando mais de uma pessoa dirige o seu carro —, com apenas um pano úmido e desinfetante, dá para deixá-los brilhando como novos.

Lavagem de bancos automotivos

A lavagem de bancos automotivos pode variar de acordo com a matéria-prima de fabricação dos estofados. 

Quem possui bancos de couro, por exemplo, após a higienização interna do veículo é fundamental hidratar o material para evitar o ressecamento — que, posteriormente, resulta em descascados e rasgões que deterioram completamente o assento.

Quem tem carros de estofados de tecido, deve optar pela lavagem de bancos automotivos — que pode ou não ser feita a seco —, para, assim, conseguir remover todas as manchas, ácaros, poeira e mau cheiro que tendem a surgir neste tipo de material. 

Não se esqueça: isso deve ser feito sem o uso de produtos abrasivos e corrosivos.

Desinfecção completa do automóvel

A desinfecção do automóvel é indispensável para garantir que a higienização interna de veículos deu um fim, de fato, em qualquer bactéria, vírus e germes que pudessem estar instalados por ali. 

Nos carros, os produtos utilizados não devem ser de ação prolongada — como acontece em residências, por exemplo. É necessário um cuidado especial para que a substância não cause nenhum tipo de intoxicação nos passageiros e no motorista. 

Assim, sempre que houver um possível risco de contaminação, o seu possante precisa ser desinfectado novamente para garantir que os insetos e invasores fiquem bem longe.

Além disso, vale explicar que essa etapa deve seguir os critérios de desinfecção recomendados pela Organização Mundial da Saúde e é extremamente indicada para quem transporta passageiros do grupo de risco de qualquer doença contagiosa, crianças e idosos.

5 dicas para a limpeza interna de veículos

Aprenda como realizar uma limpeza no seu veículo de maneira caseira.

Como explicamos, a higienização interna de veículos tem de ser feita semestralmente por profissionais. 

Mas existem diversas dicas fundamentais para manter a limpeza do seu automóvel sempre em dia e reduzir a quantidade de lixo e sujeira que se acumula entre uma higienização e outra ao longo do ano. 

A seguir, elencamos cinco truques que vão te ajudar muito na missão de deixar a parte interna do seu carro impecável. Olha só:

1. Evite alimentos dentro do automóvel

Todo alimento solta pequenos farelos, e com salgadinhos e bolachas é ainda pior. Sabemos que, para quem vive na correria do dia a dia e para as famílias com crianças, pode ser tentador não levar nenhum lanche para dentro do carro, mas esse é um hábito que precisa ser evitado. 

Em uma viagem longa, por exemplo, procure sempre por uma loja de conveniência para fazer a pausa da refeição.

Os sucos e refrigerantes também devem ser deixados fora do veículo. Ou seja, dê a preferência para carregar água e em garrafinhas fechadas, com bico ou canudo reutilizável, pois reduzem as chances de derramar — e, se mesmo assim o líquido vazar, não provocará manchas e nem mau cheiro dentro do carro.

2. Limpe os calçados antes de entrar

Um costume que poucas pessoas têm é o de limpar os calçados antes de entrar no carro

Ao vir da rua, nossos pés são um dos maiores transportadores de bactérias e areia, por isso, vale esfregar os calçados no chão antes de fechar a porta do automóvel — afinal, mesmo que os germes e vírus não fiquem todos do lado de fora, a sujeira já se manterá longe dos tapetes e carpetes.

E, claro: para preservar a higienização interna de veículos por mais tempo, evite colocar os pés em cima dos bancos automotivos, bem como apoiá-los no painel, nas portas e em todas as áreas estofadas. 

Atente-se, também, para pisar sempre no tapete emborrachado e nunca no carpete que acumula resíduos com mais facilidade.

3. Fumantes devem manter os vidros abertos

O tabaco é uma substância forte que impregna no ambiente, tornando mais difícil a higienização interna de veículos — uma vez que, os componentes tóxicos e o odor são resistentes à lavagem comum. 

Por isso, fumantes devem manter os vidros abertos enquanto estiverem com o cigarro aceso e, se possível, expelindo a fumaça para fora do automóvel.

É importante, também, ter cuidado com as cinzas e com a bituca do cigarro. Uma sugestão é colocar um cinzeiro de metal com tampa no porta-copos, a fim de minimizar os resíduos que ficam dispersos pelo carro e ter um local apropriado para descartar os filtros sem poluir as ruas.

4. Use a caixa de transporte para pets

Quem tem pet sabe que eles sempre deixam fios por onde passam. Por mais que nós não vejamos, esses pelos acabam circulando pelo ambiente e se alojam nas saídas de ar, no filtro do ar-condicionado e nas brechas dos bancos, onde só serão retirados após uma higienização interna de veículos mais profunda.

A caixa de transporte ajuda a controlar essa quantidade de pelo no carro, já que o animal fica quieto ali dentro e não entra em contato direto com o estofado — além dessa ser a recomendação de segurança para um passeio sobre quatro rodas com seu animal de estimação.

5. Na praia, utilize capas impermeáveis

Após uma ida à praia, é comum que o automóvel volte cheio de areia e com os bancos molhados. Algumas pessoas tentam amenizar colocando toalhas sob os estofados, mas essa opção não é muito eficiente, já que a toalha absorve a água e deixa os assentos úmidos.

Em situações como essa, a solução é recorrer às capas impermeáveis e permitir que seus passageiros banhistas voltem do passeio tranquilos. Mas, não esqueça de retirar esse protetor assim que chegar no destino e passar um aspirador de pó ou varrê-lo para remover a areia antes de usar novamente.

Com essas dicas você poderá conservar o seu possante como novo por muitos anos, além de zelar pela segurança e pela saúde da sua família. 

Para contratar a sua higienização interna de veículos com profissionais de qualidade e a garantia de um serviço bem feito, acesse a plataforma da TempoTem. Lá, você encontra todos os reparos automotivos e domésticos por preços acessíveis e populares!

E caso queira ser um prestador de serviços da TempoTem e realizar higienizações como as deste artigo, é só baixar o nosso APP na Google Play e fazer parte do nosso time

Autor

Lourival Antonio da Silva Junior

23 anos de experiência na área de varejo com foco em bens e serviços dentro de empresas de grande porte como Submarino.com, Saraiva.com.br, Walmart.com e Wine.com.br. Mentor do E-Commerce Brasil, Palestrante, Apresentador, Terapeuta de PNL e curioso.

Deixe seu comentário