A revisão no carro é, sem dúvidas, o ponto mais importante para manter o automóvel sempre bem cuidado e longe de grandes prejuízos para o bolso e para o bem-estar do motorista.

Afinal, sem vistorias frequentes há grandes chances de acontecer um problema que poderia ser evitado com simples visitas de rotina ao mecânico.

E deixar o carro em dia envolve atenção com toda sua estrutura, indo desde as rodas até a configuração interna, como embreagem, freio e caixas de som, por exemplo. Portanto, independentemente de você utilizar o seu veículo diariamente para ir ao trabalho ou apenas aos finais de semana é fundamental manter a revisão no carro em dia

Pensando em motoristas como você, que querem dirigir sem preocupações, a TempoTem criou um guia prático com todas as etapas de uma revisão no carro. Dessa forma você não esquece de nenhum passo e faz o seu trajeto com total segurança e conforto. Vamos lá?

Passo a passo para uma revisão no carro

Confira o passo a passo das etapas essenciais de uma revisão no carro.

A revisão no carro envolve várias etapas e procedimentos, por isso é necessária muita atenção para dirigir tranquilamente e não passar apertos durante os passeios ou idas ao escritório.

Para facilitar o entendimento do serviço completo e das peças que merecem destaque na hora da vistoria, trouxemos um passo a passo detalhado:

1º passo: detalhes externos e estéticos

Normalmente, os mecânicos dão uma olhada na parte externa do automóvel, verificando falhas e arranhões na pintura, desgastes e furos nos pneus, além de problemas no para-brisa.

Em resumo, essa etapa visa cuidar de questões estéticas e mais superficiais.

Depois disso, eles conferem o visual interno do veículo — como rasgos e manchas nos bancos — para indicar lavagens a seco e reformas nos tecidos. E embora isso pareça bobagem, são formas de manter seu bem valorizado, principalmente se você planeja uma troca ou venda depois da revisão.

2º passo: motor, óleo, água e freio

Caso você esteja precisando de uma revisão rápida para cair na estrada nos próximos dias, a atenção deve ser dada ao motor – conhecido como o coração do possante, ao freio, que integra a medida de segurança mais imprescindível, à água e ao óleo.

E a boa notícia é que, apesar de causarem grandes impactos quando não corrigidos, esses 4 itens são fáceis — e baratos — de serem resolvidos. Mas atenção: Quanto mais você rodar com desajustes em um dos protagonistas da direção, maior o estrago e o custo posteriormente.

Se a ideia for realizar uma revisão mais detalhada — que geralmente deve ser feita de 6 em 6 meses —, muitos atributos merecem sua atenção de forma especial. Portanto, planeje-se para deixar uma reserva extra caso precise trocar alguma peça, ok? E entenda que esse investimento semestral faz toda a diferença e vale muito a pena. 

Agora, entenda mais a fundo quais itens — e como — são analisados durante a revisão no carro:

Motor

É indispensável garantir que o motor esteja em boas condições para o carro não parar no meio de uma avenida ou estrada.

Um dos itens mais mais importantes é o motor, e se ele parar no meio da avenida não há nada que o motorista possa fazer a não ser chamar o guincho.

Para evitar esse importuno, durante a revisão no carro o mecânico deve conferir se há vazamento de óleo ou do líquido do arrefecimento, que são os sinais de que alguma peça precisa ser trocada.

Freios

Como vimos acima, a principal função da revisão no carro — muito mais do que manter o seu bem valendo o investimento correto —, é evitar situações perigosas nas ruas. Por isso, além de verificar se os freios estão funcionando de uma maneira geral e com 100% de eficácia, é necessário analisar os fluídos, a pastilha e as luzes da traseira do automóvel.

Embreagem

A embreagem também é uma etapa muito importante durante a revisão no carro.

A embreagem é responsável pelo funcionamento e transmissão do veículo. Ela é formada por um conjunto de peças que precisam ser vistoriadas para analisar se estão em pleno serviço, incluindo a placa de pressão, o rolamento, o disco, o pedal esquerdo e o sistema hidráulico.

De maneira geral, a revisão semestral na embreagem do carro é obrigatória, mas caso você viaje bastante, os cuidados devem ser dobrados e o tempo entre as revisões deve ser reduzido pela metade — ou seja, a cada 3 meses.

Sistema elétrico

A parte elétrica muitas vezes fica esquecida pelos motoristas durante a revisão no carro, mas ela tem papel fundamental no desempenho do automóvel. Afinal, um simples curto ou pane pode desconfigurar toda o sistema do veiculo e isso irá gerar problemas, principalmente em modelos modernos que possuem ar-condicionado, som, GPS e outras dezenas de funções interligadas.

Radiador

A temperatura também é extremamente necessária de ser cuidada durante a revisão no carro, e ela é controlada pelo radiador. Calor excessivo pode fundir o motor e até levar o veículo a pegar fogo, e junto com o combustível, pode gerar acidentes fatais.

Já no caso de números muito baixos, significa que a potência está comprometida e com isso o veículo não chegará nas velocidades máximas, correndo o risco até mesmo de parar durante um trajeto.

Filtros

Os filtros precisam de uma atenção maior, uma vez que estão presentes em diversos componentes, como ar-condicionado, óleo e combustível.

No Brasil, existem muito filtros chamados “laváveis”, que possuem um valor mais baixo, mas deixam a desejar quando pensamos em eficiência. Por isso, antes da revisão no carro faça uma pesquisa e opte sempre por itens que sigam as especificações recomendadas no manual do veículo.

Pneus

Os pneus em bom estado garantem uma viagem com tranquilidade, segurança e conforto.

Os pneus são maleáveis e em caso de emergências — como furos repentinos — um mais barato pode ser colocado no lugar temporariamente. Porém, quando a revisão no carro for feita, peça para o mecânico trocá-los pelos originais, que garantirão um maior conforto, tranquilidade e segurança, além de valorizarem o preço do seu veículo para uma venda futura.

Iluminação

Este item é bem simples de se resolver, porém, bastante esquecido pelos motoristas. É importante entender que a iluminação pode evitar diversos acidentes. Além dos faróis, que auxiliam o condutor a ter visibilidade do caminho a sua frente, também são muito importantes as luzes de sinalização, como setas, luzes de freio e de ré, por exemplo, que indicam aos outros condutores a direção que o veículo tomará.

Além disso, a falta de luz nos faróis é uma infração de natureza média e, fora os 4 pontos na carteira, o motorista terá que pagar uma multa, o que poderia ter sido evitado com o investimento aplicado na revisão do carro

Alinhamento e Balanceamento

Essa dupla, em geral, custará apenas a mão de obra. O alinhamento e balanceamento servem para que o veículo fique equilibrado, já que o excesso de peso em uma das partes causa desconforto na direção e desgaste desigual nos pneus.

Além disso, obriga o motorista a colocar mais força para girar o volante rumo ao lado desalinhado. O resultado? Peças danificadas devido o mau uso.

Itens de segurança

Imagine que você está saindo de casa com as malas prontas e tudo funcionando corretamente, mas na hora de colocar o cinto de segurança percebe que as tiras não estão como o esperado.

Um problema e tanto, pois isso colocaria em risco a sua vida e dos demais passageiros, certo? Portanto, lembre-se que todos os itens de segurança obrigatórios — como os cintos, as cadeirinhas infantis e os airbags — também devem ser revisados.

De quanto em quanto tempo é necessário fazer a revisão no carro?

A revisão no carro deve ser feita de 6 em 6 meses por um profissional de confiança.

Não existe uma resposta padrão para esse questionamento, já que os problemas que surgem em automóveis não podem ser previstos. Assim, o ideal é que sempre que o carro apresentar barulhos diferentes, acender qualquer luz no painel ou você for utilizá-lo em uma viagem mais longa, contrate um serviço de mecânico de confiança.

E, quanto à periodicidade, caso você utilize o seu veículo para trabalho e tudo está encaminhando como esperado, o recomendado é fazer as revisões no carro de 6 em 6 meses. Afinal, todas as peças indicadas pelo fabricante possuem em média essa durabilidade.

Você também pode levar em conta a quilometragem rodada. Recomenda-se que a cada 15.000km seja feita uma vistoria em alguma oficina ou na concessionária. E para que não haja esquecimentos, essa última indicação fica disponível no painel do seu carro, juntamente com as informações de gasolina e velocidade, ok?

Onde fazer a revisão no carro

Uma questão bastante levantada pelos motoristas é sobre quando levar o automóvel em uma oficina e quando levá-lo em uma concessionária. E para abordar cada um dos serviços, deixamos abaixo os prós e os contras dos diferentes estabelecimentos que fazem a revisão no carro:

Concessionárias

A concessionária conta com peças originais e selos de garantia, porém uma revisão nestes lugares pode custar até R$10.000,00, resultando em um investimento bastante alto e inviável de se fazer todo semestre, não é mesmo? 

Oficinas ou serviços de mecânicos 

Além de flexibilidade quanto aos horários e agendamentos, as oficinas e os serviços de mecânicos possuem um valor muito mais atrativo.

A nossa dica é fazer uma pesquisa na internet para encontrar profissionais realmente bem avaliados e competentes que realizem a revisão no carro com 100% de eficácia, como é o caso dos mecânicos certificados que estão disponíveis na TempoTem.

E caso queira ser um prestador de serviços da TempoTem e realizar revisões como as deste artigo, é só baixar o nosso APP na Google Play e fazer parte do nosso time

Agora que você já sabe a importância de cada etapa de uma revisão no carro, conheça os nossos serviços, encontre o melhor profissional e agende sua revisão com a gente!

Autor

Bianca Maria Dos Santos

Analista de produtos. Especialista em desenvolvimento de produtos e novas soluções na prestação de serviços. Curiosa do mundo dos e-commerces, marketplaces e marketing digital. Apaixonada por inovação, negócios, música e gastronomia.

Deixe seu comentário