Assim como no mercado da moda, a arquitetura e o designer de interiores possuem tendências que são atualizadas constantemente. Dessa forma, saber como pintar parede com textura se tornou o desejo dos mais antenados em decoração. 

E já que ter uma parede diferenciada das demais traz charme para o ambiente, cada vez mais pessoas buscam dicas e tutoriais para fazerem isso sozinhas da forma correta, economizando no bolso e repaginando o lar.

Sabendo disso, a TempoTem — que é especialista em serviços residências, incluindo pintores a preços acessíveis — trouxe um guia exclusivo com truques para quem quer aprender como pintar uma parede com textura e deixar o resultado impecável.

Vamos lá?

Tipos de textura de parede e os cômodos certos para aplicá-las

As texturas podem ser aplicadas em qualquer cômodo, desde que atenda a proposta exigida pelo proprietário ou arquiteto. Caso você seja um amante do DIY — sigla que significa “Faça Você Mesmo” em português —, aprender como pintar parede com textura, dará ainda mais estilo aos seus ambientes — além de possibilitar a mudança na sua decoração.

E para você acertar na pintura de acordo com o ambiente, conheça os diferentes tipos de textura de parede e veja em qual área da casa cada opção combina mais.

1. Texturas geométricas

As texturas geométricas ficam incríveis em ambientes como salas de estar em cores mais escuras, incluindo o azul royal, o vermelho escuro ou cinza chumbo. Além disso, saber como pintar paredes com textura geométrica nos banheiros usando tons claros dão um charme especial para o cômodo, que muitas vezes fica esquecido. 

Nos quartos, a opção pode ser aplicada em tonalidades que combinem com outros elementos de decoração, como colchas, abajur, cadeiras, poltronas e armários, por exemplo.

2. Textura em degradê

Existem diversos tipos de texturas de parede para você escolher.

Aprender como pintar paredes com texturas em degradê é uma ótima opção para quartos infantis. Usando o cor-de-rosa em diferentes nuances pastéis você pode deixar o lugar mais aconchegante. A técnica também funciona com o verde, o azul ou o amarelo, por exemplo.

O degradê, juntamente a desenhos ou quadros com personagens animados, forma uma parede de destaque no quarto e chama a atenção dos pequenos — por se sentirem confortáveis e acolhidos no espaço. 

Vale apostar, sem medo, se você tiver crianças em casa!

3. Textura feita com linhas ou listras

Para quem gosta de um local mais elegante e chique, pintar paredes com textura de listras e linhas é a boa pedida, principalmente se forem feitas em cores neutras.

Em cômodos mais fechados, como salas de apartamentos, a pintura dará a impressão do lugar ser maior, além de ser uma excelente composição para a decoração. Ah, e o mesmo efeito pode ser aplicado dentro de banheiros e lavabos, ok?

4. Textura feita com chapisco e similares

Em jardins, sacadas e áreas externas, uma textura mais “agressiva” com chapiscos pode ser o toque que a casa ou o apartamento precisa, já que o efeito combina bem com plantas, bancos de madeiras e decorações rústicas. 

Vale explicar que este tipo de pintura é muito utilizado há anos e muitos buscam formas de aprender como pintar parede com textura sozinhos. Porém, com a presença de crianças e animais domésticos cada vez mais comum na residência, o trabalho passou a ser destinado para pintores profissionais.

5. Texturas coloridas

Se você não tem muita experiência e deseja entender como pintar parede com textura, saiba que as coloridas e sem muitos adornos é uma opção fácil e prática para iniciantes. Isso porque as falhas dos rolos ou dos pincéis darão o charme final, o que significa que você não precisa de tanta técnica manual. 

Dependendo dos tons, a textura colorida pode ser aplicada em qualquer cômodo, e algumas sugestões com garantia de acerto são:

  • branco e cinza em salas comerciais;
  • lilás, verde, rosa e amarelo em dormitórios infantis;
  • tons de vermelho queimado ou azul escuro em quartos adultos.

6. Textura com efeitos aleatórios

Para quem não tem muita prática e chegou até este guia de como pintar paredes com textura para botar a mão na massa pela primeira vez, outra dica é apostar em efeitos que não precisam de muita precisão, como as versões avulsas e sem nenhum procedimento específico.

Com elas é possível alcançar um resultado bonito da mesma forma, porém, sem seguir um padrão. Esse método muitas vezes é realizado até mesmo com sacolas plásticas. Aqui, a imaginação é quem manda.

Como vimos acima, existem diversos tipos de texturas de parede, e tanto os efeitos finais quanto as maneiras de alcançar o resultado, estão sempre se inovando. Por isso, mantenha-se antenado seguindo perfis de decoração em sua rede social preferida.

Dicas de materiais para pintar uma parede com textura

Existem alguns materiais que vão te ajudar a pintar a parede com textura.

Existem muitas maneiras de pintar parede com textura, incluindo técnicas para fazer desenhos, formas geométricas, degradês ou misturar cores. E como você já sabe, cada estilo fica melhor dentro de um ambiente.

O cimento queimado, por exemplo, é o número 1 no quesito de texturizações e fica perfeito em escritórios e locais mais abertos, enquanto a textura jeans é a queridinha para criar uma espécie de painel atrás do sofá na sala de estar de pessoas com um décor mais jovem.

E independentemente da escolha do efeito, elencamos 4 dicas de materiais para você descobrir como pintar parede com textura em casa e ter um melhor resultado. São elas:

1. Rolos de pintura com desenhos 

Ficam incríveis dentro de quartos infantis. Em casos de desenhos mais sérios e cores predominantes mais escuras, as salas de estar também são lugares ideais.

Existem muitos pincéis com desenhos de pássaros que são ótimos tipos de texturas de parede, além de opções com folhagens, flores e barcos, por exemplo. Você pode encontrar estes rolos de pintura facilmente em lojas especializadas.

2. Rolos de pintura com textura

Eles combinam com diversas propostas e podem colorir paredes texturizadas com linhas, imagens geométricas ou até mesmo formas abstratas.

Já que você, provavelmente, não tem muita experiência, esse rolo será de grande serventia, pois possibilitará aplicar textura de cor clara no banheiro, de tom escuro na sala e, no quarto, uma tonalidade que combine com os demais objetos decorativos.

Esse é um produto que não pode faltar na sua compra de materiais.

3. Objetos comuns para fazer a texturização 

Quer economizar? Faça texturas utilizando itens que você já tem em casa, como escovas de limpar tapetes, pentes e até mesmo sacolas plásticas. Assim você cria o seu próprio efeito, não gasta com rolos de pintura específicos e ganha uma parede totalmente customizada. 

4. Textura feita com pincéis específicos

Dependendo do efeito desejado, o melhor é aprender como pintar parede com textura usando pincéis achatados específicos para texturização ao invés de rolos e fazer o trabalho manualmente. 

Os efeitos com linhas e duas cores, por exemplo, ficam melhor com esses utensílios, já que proporcionam um resultado mais profissional. Ah, e assim como os rolos, os pincéis também possuem muitos formatos e tamanhos, e são encontrados em qualquer loja de reforma e itens para casa.

Como preparar o ambiente que será pintado 

Saber como preparar o ambiente é essencial antes de iniciar a pintura.

Se você está aprendendo como pintar parede com textura e essa é a sua primeira vez, alguns cuidados são essenciais para que não tenham manchas no sofá, no chão e nas paredes que ficarão sem esses detalhes.

Além disso, existem maneiras de deixar o cômodo a ser pintado de forma que a limpeza seja mais fácil depois — o que vai lhe ajudar muito, pode apostar.

Para isso, objetos como papelão e fitas adesivas são acessíveis e cumprirão fielmente esse intuito, além de algumas dicas que daremos a seguir:

  • Retire sofás, mesas e qualquer item e móvel do ambiente. O ideal é deixar o local sem nada, já que muitas vezes os respingos podem cair em distâncias longas e você só perceberá depois;
  • Cubra o chão com jornais, papelão ou outro material que seja descartado facilmente. Não recomendamos o uso de plástico, já que as pessoas podem deslizar e cair, ocasionando ferimentos;
  • Em volta da parede que será aplicada a textura, coloque fita adesiva ou fita crepe para delimitar a região. O ideal é que ela não seja muito fixa para não agredir ou retirar a pintura da parede ao lado. Dê preferência às fitas vendidas em casas de tintas e materiais de construção;
  • Como pintar uma parede com textura será algo que irá durar muitos anos, verifique se existe alguma sujeira, poeira ou mancha antes de aplicar a textura e a tinta. Caso haja, lixe a parede antes de iniciar a pintura;

Se você quiser garantir um resultado 100% perfeito e entender a fundo como pintar uma parede com textura, confira abaixo o passo a passo com todas as etapas da pintura para te ajudar.

E caso ainda não sinta segurança para colocar a mão na massa, procure profissionais qualificados, como os pintores da TempoTem.

Passo a passo de como pintar parede com textura 

Confira o passo a passo de como pintar parede com textura.

Agora que você já conhece as opções de paredes texturizadas que existem e já se inspirou em alguma, vamos a parte mais interessante: fazer acontecer!

Para isso, elaboramos um tutorial fácil e eficaz que te ensinará na prática como pintar parede com texturas:

Materiais

  • Latas de tinta nas cores de sua preferência;
  • Rolo para pintura;
  • Objeto que será utilizado para fazer a textura, como pincel ou rolo com efeito, sacola plástica, escova de limpeza, entre outros que sugerimos nas dicas acima;
  • Escada para alcançar a área superior da parede;
  • Bandeja para tinta, que geralmente é vendida junto ao rolo;
  • Espátula;
  • Papelão, jornal, fitas e demais acessórios para delimitar a área a ser pintada e evitar sujeiras e manchas no cômodo.

Passo a passo

  • Faça todas as etapas para proteger o cômodo que receberá a pintura;
  • Verifique se os objetos que serão utilizados estão presentes e com fácil acesso, pois ter todos os materiais em mão é muito importante, principalmente se você está aprendendo como pintar parede com textura sozinho. Afinal, a pintura deve ser homogênea e ficar sem tinta no meio do trabalho pode fazer com que o resultado seja prejudicado;
  • Passe as camadas da tinta de sua preferência com um rolo comum até obter o tom desejado;
  • Com a tinta ainda fresca, aplique uma outra camada, agora com o rolo ou pincel de efeito, a sacola plástica ou itens similares. Aqui, veja se o efeito será dentro da mesma tonalidade e passe para a etapa 5;
  • Se a ideia é fazer uma textura de cores diferentes, espere a primeira camada secar por algumas horas;
  • Aplique a textura com pincel, com o rolo ou com outro objeto de efeito utilizando a segunda cor eleita;
  • Espere secar. Essa etapa vale tanto para quem optar pela texturização no mesmo tom quanto para quem quer o mix de tonalidades explicado na etapa 5 e 6. Aqui, analise também a presença de falhas ou irregularidades;
  • Se existir qualquer imperfeição, corrija-as. O melhor é se atentar aos detalhes antes e durante o processo — como rolos soltando pelos e fios, por exemplo — para que esse tópico não seja necessário e você obtenha o resultado perfeito imediato. 

Neste guia de como pintar parede com textura você aprendeu diversas dicas, passos e cuidados para colocar a mão na massa e deixar o seu ambiente ainda mais aconchegante e estiloso. 

E não esqueça, se a sua ideia é ter um resultado profissional garantido e gastar muito pouco, a mão de obra qualificada da TempoTem é a melhor escolha.

E caso queira ser um prestador de serviços da TempoTem e realizar pinturas como as desse artigo, é só baixar o nosso APP na Google Play e fazer parte do nosso time

Autor

Gina Trancoso

17 anos de experiência em Data-driven Marketing, Digital, Performance, Fidelidade e CRM, em empresas como MercadoLivre, Walmart.com, Livelo e British Telecom – UK. Engenheira de Computação, estudiosa de Marketing e Negócios e apaixonada por pessoas, Comportamento do Consumidor, Tecnologia, Criatividade e Inovação. Mãe do Gui (4 anos), cantora de chuveiro, ex-bailarina e em constante evolução!

Deixe seu comentário