Se você já teve — ou está tendo — que lidar com ácaros no sofá, deve saber que esse é um problema perigosíssimo para a saúde da sua família.

Afinal, quando as crises alérgicas ou problemas respiratórios começam a ficar mais frequentes dentro da casa, é provável que o causador more no estofado das suas poltronas, colchões, cortinas e, inclusive, no tecido das suas roupas. 

Mas, não precisa se desesperar, pois a TempoTem é expert em higienização de móveis e preparou um manual completo para você descobrir tudo sobre esse bichinho indesejado e ainda aprender como se livrar dele de uma vez por todas.

Antes de mais nada, é importante que você entenda que os famosos ácaros no sofá e nas demais mobílias da sua casa adoram ambientes úmidos, escuros e quentinhos, o que aumenta as chances deles se alojarem nos locais mais confortáveis do lar — especialmente durante o inverno. 

Então, o que fazer para remover o invasor da sua residência? É isso o que vamos  ensinar de forma prática neste guia. Pronto(a) para exterminar esse vilão e respirar em paz?

Afinal, o que são ácaros e quais os tipos existentes?

Estamos falando de uma espécie de aracnídeo microscópico. Logo, você não conseguirá enxergar os ácaros no sofá a olho nu.

Entretanto, isso não significa que eles não estejam lá e, pior, fazendo as suas roupas, os seus móveis e até mesmo a sua pele de moradia permanente. 

Os ácaros podem causar muitos danos a saúde, principalmente ao sistema respiratório.

Isso acontece pois tais microorganismos alimentam-se da matéria orgânica, como as milhares de células mortas que o nosso corpo elimina e que se abrigam na poeira dos objetos diariamente. Ou seja, comida para eles é o que não falta!

Para você entender melhor, existem diversos tipos de ácaros e dois deles podem se alojar no rosto humano: o Demodex brevis e o Demodex folliculorum.

Segundo biólogos da Universidade da Carolina do Norte, nos Estados Unidos, essa espécie de aracnídeos não apresenta riscos evidentes à saúde, e estudos apontam ainda que há a possibilidade de todos os seres humanos terem os “animaizinhos” caminhando pela face.

No entanto, os ácaros conhecidos popularmente como domésticos, embora sejam tão comuns quanto os anteriores, são os verdadeiros vilões do sistema respiratório, afetando as mucosas do nariz, os olhos e demais órgãos por meio das fezes. 

Sim, são os dejetos dos ácaros no sofá que dão um jeitinho de alcançar o seu rosto e infectar o organismo, seja pelas suas roupas, mãos ou mesmo através do ar.

Quais são os riscos dos ácaros para a saúde?

Agora você já entendeu como os ácaros do sofá chegam até você e como eles atacam o seu sistema respiratório, certo?

Mas, você sabe quais são, de fato, as doenças e crises que mais têm chances de se desenvolver no seu corpo com a presença desses bichinhos? 

Para te deixar por dentro do tema e ajudar nos cuidados com a saúde, elencamos as principais enfermidades provocadas por ácaros no sofá e/ou em outros ambientes da casa, além dos perigos que elas apresentam para toda família:

Crise asmática

Quem sofre de asma sabe como os episódios de uma crise podem ser desesperadores, ainda mais quando o agente causador continua dentro de casa. 

Ao entrar em contato com os ácaros no sofá, uma pessoa asmática pode ter um agravamento da obstrução das vias aéreas, o que causa a falta de ar repentina acompanhada de um aperto no peito que chegam a ser fatais.

Rinite e bronquite

Ambas tratam-se de inflamações crônicas no sistema respiratório e que podem ser agravadas pelos ácaros no sofá. 

As doenças crônicas respiratórias podem afetar as crianças.

A bronquite afeta os pulmões e causa tosse, falta de ar e muco espesso, enquanto a rinite atinge a mucosa nasal, provocando coceiras, espirros, olhos lacrimejantes, inchaço e secreção nasal. Ou seja, as duas doenças acarretam um mal-estar geral no corpo.

Conjuntivite alérgica

Outra mucosa que pode ser afetada pelos ácaros no sofá é a ocular, resultando na conjuntivite alérgica. 

Os sintomas decorrentes da inflamação do tecido dos olhos são marcados por vermelhidão, coceira, aumento da produção de lágrimas e secreção, além da sensibilidade a luz e visão turva ou embaçada.

Dermatite atópica

Os ácaros no sofá também podem ocasionar a dermatite atópica, uma inflamação que não atinge o sistema respiratório, mas causa a irritação da pele.

A doença provoca coceira, sensibilidade, descamação e, em algumas situações, pequenas lesões decorrentes do atrito ao friccionar a região machucada.

Como acabar de vez com os ácaros no sofá?

A melhor forma de evitar os ácaros no sofá é tornando o ambiente inóspito para a espécie

Ou seja, impedindo o acúmulo de poeiras, umidade, mofo, resíduos de comida e demais sujeiras que vez ou outra caem sobre o móvel.

O aspirador de pó, por exemplo, é um grande aliado na hora de manter a casa limpinha diariamente e sem grandes esforços.

Além da higienização, expor o item no sol por alguns minutos ao menos uma vez por semana — ou a cada 15 dias — também ajuda a reduzir a incidência dos ácaros no sofá, nas poltronas, nos colchões e nas cortinas.

Já que a luz solar reduz a umidade e possui uma forte claridade, duas situações que os pequenos invasores detestam. 

Ah, mas vale frisar que é importante ter cuidado para a combinação entre o produto de limpeza usado e o sol não prejudicarem o material de fabricação da sua peça, ok?

O segredo para exterminar esses vilões

Como os ácaros no sofá se instalam dentro da fibra do material que compõe seus estofados, a limpeza doméstica realizada somente com os produtos e equipamentos disponíveis em casa pode ser eficiente apenas para evitar o surgimento de novos ácaros.

Caso não haja nenhum — mas não o bastante para acabar com os que já existem ali e que continuam se reproduzindo.

É necessário deixar a casa ventilada e trocar lençóis periodicamente.

Nesse caso, a solução é recorrer a uma higienização completa feita por profissionais, como os técnicos da TempoTem, por exemplo, que dispõem dos materiais corretos para realizar o procedimento sem danificar a estética da sua mobília, removendo 100% dos ácaros no sofá e ainda oferecem o serviço por um preço justo.

Por que a higienização profissional é a mais eficiente contra os ácaros no sofá?

Você deve estar se perguntando se a higienização realizada por profissionais é realmente eficiente para remover os ácaros no sofá e qual a diferença desse serviço para a limpeza que você pode realizar sozinho(a), acertamos?

Pois bem, para tirar suas dúvidas, separamos três razões que fazem a limpeza técnica de sofás ser tão utilizada por pessoas que prezam pela saúde da família: 

Lavagem a seco dos estofados

A lavagem tradicional, além de desperdiçar muita água, deixa os estofados encharcados e úmidos por muito mais tempo, prolongando o tempo de secagem e ocasionando novamente o surgimento de ácaros no sofá. 

Investir em uma boa lavagem a seco é uma boa estratégia para eliminar os ácaros no sofá.

Já com a lavagem a seco feita por profissionais, você garante que tudo ficará limpinho como novo e manterá os microorganismos invasores, os vírus e as bactérias longe do seu lar.

Uso dos produtos adequados ao móvel

Como já mencionamos, alguns produtos de limpeza — especialmente os de uso comum — podem danificar a estética do seu móvel e ainda assim não remover todos os ácaros do sofá. 

Uma equipe especializada saberá identificar corretamente quais compostos químicos são permitidos em cada superfície sem gerar danos ao material ao mesmo tempo que eliminam totalmente os aracnídeos presentes.

Garantia de segurança a sua família

E já que estamos falando de substâncias tóxicas aplicadas em espaços que ficam em contato direto com a pele, é essencial se certificar que os produtos utilizados não causarão nenhum tipo de reação nos organismos da sua família. 

Isso quer dizer que os profissionais se preocuparão em levar até a sua casa apenas substâncias eficazes para o combate dos ácaros no sofá e que são inofensivas ao corpo humano.

3 dicas infalíveis para evitar ácaros em casa

Como você pôde ver no decorrer deste guia, contar com a ajuda de especialistas é essencial para eliminar os ácaros no sofá .

Porém, isso não significa que você não deva ter certos cuidados diários na sua rotina de tarefas domésticas.

Afinal, algumas medidas simples são capazes de prolongar o resultado da higienização e reduzir ainda mais qualquer sintoma de crise alérgica nos moradores.

Assim, depois da limpeza completa, é fundamental que você siga alguns passos que evitam a proliferação e o ressurgimento destes terríveis vilões. São eles:

1. Mantenha o ambiente bem ventilado

Sempre que houver oportunidade, mantenha portas, janelas e cortinas abertas para que a luz do sol possa entrar no ambiente e o vento circular pelos cômodos. 

Estar ou morar em um ambiente bem arejado pode oferecer um bem-estar constante.

Dessa forma, você ajuda a amenizar a umidade causada pelas estações do ano e evita que manchas de mofo surjam pelas paredes — uma vez que elas também podem se tornar abrigo para os ácaros.

2. Troque capas de sofá, mantas, capas de almofadas, fronhas e lençóis semanalmente

Todas as peças que possuem algum tipo de tecido são convites para surgir mais ácaros no sofá, no colchão, nas roupas e nas cortinas. 

Por isso, o ideal é que todos estes itens sejam trocados e lavados semanalmente para remover o acúmulo de poeira e matéria orgânica, o que inclui as fronhas dos travesseiros, os lençóis de cama, as capas para sofás e as toalhas de mesa, por exemplo.

3. Impermeabilize os sofás e os colchões

Além higienização profissional, você também pode realizar a impermeabilização dos estofados.

Esta prática serve para evitar que a umidade ocasionada pelo suor natural do corpo e os resíduos de poeira que não são sugados pelo aspirador façam os ácaros no sofá surgirem novamente.

Agora você entendeu que os ácaros no sofá são perigosos e causam uma verdadeira dor de cabeça, mas nada que não possa ser resolvido com alguns cuidados diários e uma boa parceria com os profissionais certos! 

E com as dicas que você aprendeu neste manual, com certeza ficou muito mais fácil remover tais invasores, preservar a estética e a qualidade dos seus móveis, e ainda cuidar da saúde e do bem-estar de toda a sua família, não é mesmo?

Então, coloque-as em prática e tenha um lar longe dos espirros, das alergias e dos problemas respiratórios.

Autor

Gina Trancoso

17 anos de experiência em Data-driven Marketing, Digital, Performance, Fidelidade e CRM, em empresas como MercadoLivre, Walmart.com, Livelo e British Telecom – UK. Engenheira de Computação, estudiosa de Marketing e Negócios e apaixonada por pessoas, Comportamento do Consumidor, Tecnologia, Criatividade e Inovação. Mãe do Gui (4 anos), cantora de chuveiro, ex-bailarina e em constante evolução!

Deixe seu comentário