Quando o calor chega não tem como fugir: o ar condicionado ou climatizador precisam ser seus aliados. Mas, se você ainda não sabe qual dos dois aparelhos é o ideal para refrescar a sua casa e o seu escritório nos dias mais quentes, nada de se desesperar ou de fazer a compra errada. 

Os especialistas técnicos da TempoTem estão sempre pensando em formas de facilitar a sua vida. Portanto, prepararam um guia completo que irá tirar qualquer dúvida sobre esse assunto — e que está esquentando sua cabeça.

Antes de mais nada, entenda que, independentemente de qual deles você escolher — seja o ar condicionado ou climatizador —, o objetivo principal é o mesmo: deixar o ambiente em uma temperatura agradável para o corpo

Porém, além de refrescar o local, outros fatores são muito importantes antes da decisão final, como a potência do aparelho, o consumo de energia e as condições de instalação, por exemplo.

Então, para facilitar a sua decisão e evitar que você invista em um eletrodoméstico inadequado para suas necessidades, no decorrer deste manual vamos te esclarecer essas e outras questões. Vamos lá?

Entenda a diferença entre climatizador e ar condicionado

Qual a melhor escolha: refrescar ou refrigerar o ambiente?

Para começar, a principal diferença entre climatizador e ar condicionado é que o primeiro apenas refresca o ambiente, enquanto o segundo tem a capacidade de refrigerar. Não entendeu muito bem o que isso significa? Pois bem, vamos explicar. 

Dentro do sistema de ar condicionado existe o mesmo gás refrigerante que as geladeiras de cozinha possuem para manter os alimentos conservados em baixíssimas temperaturas — o que possibilita regular com mais exatidão a temperatura daquela área. 

Por outro lado, embora o climatizador seja menos potente e preciso, além de refrescar o local, ele ainda umidificar o ar, o que proporciona uma sensação de bem-estar para os ocupantes do cômodo e melhora a respiração nas épocas mais secas do ano. 

Além disso, no mercado há opções desse aparelho com função de aquecedor, sendo muito útil para quem mora em regiões com invernos mais rigorosos.

Em razão dessas diferenças, outras vantagens e desvantagens surgem em cada produto e podem influenciar na hora da aquisição de um ar condicionado ou climatizador — além de resultar em dor de cabeça, caso a escolha seja feita de forma errada. 

Prós e contras do ar condicionado e do climatizador

Na hora da escolha, leve em consideração os prós e contras.

Você já sabe que o ar condicionado é mais potente na hora de aliviar o calor. Entretanto, sabe também que climatizador pode ser melhor para quem tem dificuldades ou doenças respiratórias

Mas, além disso, existem outras vantagens e desvantagens de cada um desses aparelhos e você deve conhecer antes de escolher entre um ar condicionado ou climatizador para a sua casa ou local de trabalho — e são elas que te mostraremos a seguir:

As vantagens do ar condicionado

Este aparelho é o famoso “must have”, já que sua variedade de modelos e potências permite que seja instalado em todo tipo de ambiente, desde quartos, salas e cozinhas até prédios comerciais, salas de reunião, salões de festas e espaços que comportem centenas de pessoas. 

E uma coisa é fato: com eles ninguém corre o risco de passar calor. Vale lembrar que o ar condicionado também ventila, já que as aletas podem ser controladas para oscilar, fazendo com que o vento produzido circule bem pelo cômodo. 

E, claro, dá para regular também em qual direção você deseja que o ar seja ejetado — para cima ou para baixo —, diminuindo ou aumentando o impacto do sopro frio com o corpo.

Desvantagens do ar condicionado

Na hora de optar por um ar condicionado ou climatizador, o preço de compra e consumo é sempre desfavorável para o primeiro. 

Esses valores mais altos são justamente por conta da potência e do sistema de funcionamento do produto — que, inclusive, requer uma estrutura prévia de instalação dentro da residência ou do prédio.

Outra desvantagem é para quem sofre com problemas respiratórios, pois o filtro do ar acumula poeira e exige uma manutenção periódica para a troca da peça. 

Assim, se este cuidado não for seguido à risca, os espirros, tosses e crises alérgicas serão uma visita frequente. Além disso, vale frisar que o ar condicionado também diminui a umidade do ambiente.

Vantagens do climatizador

Porém, o climatizador é muito mais econômico e possui uma vantagem incomparável: ele é portátil e, portanto, pode ser levado junto com você para qualquer cômodo da casa. 

Por este motivo, também não é necessário uma estrutura prévia, tampouco realizar obras para a instalação.

Mas, se você ainda está em dúvida entre o ar condicionado ou climatizador, saiba que a segunda opção não exige que o ambiente esteja completamente fechado para funcionar. 

Dessa forma, portas e janelas podem ser mantidas abertas para melhorar a ventilação e evitar que o ar contaminado por vírus respiratórios fique preso no local.

Desvantagens do climatizador

No entanto, o climatizador não é recomendado para regiões onde o clima é úmido, pois ele umidifica ainda mais o ar e pode até favorecer o surgimento de mofo — especialmente em lugares com baixa ventilação e que não recebem a luz do sol. 

Ou seja, por consequência, ao invés de melhorar a respiração, ele poderá até desencadear algumas alergias.

Na hora de escolher entre ar condicionado ou climatizador também é importante levar em consideração que, para quem vive nos lugares mais quentes, a segunda opção acaba não diferindo muito do ventilador, já que não é possível refrigerar o ambiente. 

Portanto, durante o verão serão reduzidos poucos graus e, talvez, a temperatura não fique tão agradável.

Instalação e manutenção de cada aparelho

A manutenção assegura melhor durabilidade do ar condicionado e climatizador.

Como mencionamos anteriormente, o climatizador é portátil e não precisa de uma instalação complexa — ou seja, basta ligá-lo na tomada, regular a potência e deixá-lo refrescando o espaço. 

Em contrapartida, o ar condicionado precisa de uma mão de obra especializada instalá-lo e fazer com que o aparelho funcione perfeitamente.

Além disso, seja um ar condicionado ou climatizador, ambos precisam de manutenção periódica tanto para preservar a vida útil quanto para proteger a saúde dos moradores e das visitas. 

Por isso, veja abaixo mais algumas informações úteis para levar em consideração antes de escolher o melhor modelo de ar condicionado ou climatizador para sua casa. 

Instalação de ar condicionado

O ar condicionado split — que é o modelo mais utilizado em residências e prédios — contém duas peças principais: o aparelho evaporador, que é instalado dentro do cômodo, e a unidade condensadora, aquela colocada pelo lado de fora do ambiente. 

Fazendo a ligação entre uma peça e outra, deve haver ainda uma tubulação no tamanho de 1 a 15 metros — por onde o ar condensado passa para ser evaporado e refrigerar o local.

É possível encontrar tutoriais ensinando a fazer a instalação do ar condicionado, mas a recomendação é sempre procurar um técnico especializado para fazer o serviço, pois qualquer erro pode danificar peças, gerar problemas de infiltração e, até mesmo colocar a estrutura do imóvel em risco.

Manutenção de ar condicionado ou climatizador

Nem todo mundo que usa ar condicionado ou climatizador segue as orientações de manutenção, um erro que reduz a funcionalidade dos aparelhos e pode deteriorar as peças permanentemente

Por isso, mais uma vez, reforçamos que é fundamental contar com um profissional de confiança para cuidar dos seus eletrodomésticos.

Esse tipo de manutenção consiste em realizar a higienização interna e externa dos componentes do ar condicionado ou do climatizador, como as aletas, por exemplo. 

No caso do climatizador, o técnico fará a drenagem da água no reservatório e, só então, poderá desinfetar cada parte do aparelho. Já o ar condicionado pode exigir a troca do filtro e a recarga do gás refrigerante.

3 dicas para escolher entre um ar condicionado ou climatizador

Agora que você já sabe a diferença, chegou a hora de escolher entre ar condicionado ou climatizador — incluindo as principais vantagens e desvantagens de cada um —.

Abaixo, elencamos 3 dicas extras que lhe ajudarão na decisão final e assertiva de levar para casa o aparelho que for, realmente, mais funcional para suas necessidades e de toda família. Confira! 

1. Analise a necessidade do espaço

Se o cômodo é muito grande, tiver luzes fortes e for ocupado por muitas pessoas ao mesmo tempo, não adianta apostar em um climatizador, pois ele não terá potência suficiente para tudo isso. 

Lembre-se que, além das condições climáticas da região, o calor humano, a iluminação artificial e alguns aparelhos eletrônicos também aquecem o ambiente — ou seja, um ventilador ou um aparelho de climatizar não refrescariam o espaço.

Por outro lado, instalar um ar condicionado em um cômodo pequeno só ocasionará um aumento na conta de energia que poderia ser poupado com um aparelho menos robusto. Então, faça a medição do local e consulte as recomendações do fabricante ou do seu técnico de manutenção para saber qual potência ideal para o ambiente.

2. Verifique o clima médio da região

Uma dica essencial para quem quer escolher um ar condicionado ou um climatizador é checar a média de temperatura da cidade durante o ano inteiro. 

Se na maior parte do tempo o clima for quente — o que tende a se agravar no verão —, a melhor opção é o ar condicionado, para garantir que você não passe calor em nenhuma ocasião.

Agora, se durante as estações mais quentes for necessário reduzir apenas três ou quatro graus para chegar a uma temperatura agradável, dê preferência para o climatizador e aproveite para economizar um pouco mais com a conta de luz. 

Além disso, lembre-se que essa alternativa ajuda a umidificar o ar — uma ótima solução para regiões muito poluídas.

3. Faça mais de um orçamento

E, como sabemos, a questão financeira é uma das mais importantes na aquisição de um ar condicionado ou climatizador — logo, o orçamento deve ser feito com muita cautela para evitar gastos desnecessários. 

Assim, antes de mais nada, pesquise qual o preço médio de cada um dos aparelhos e saiba quanto você pode gastar com a compra e instalação.

Feito isso, realize o orçamento em mais de um estabelecimento. Mas, atenção: jamais faça negócio com uma marca ou profissional sem credibilidade

Afinal, a qualidade do produto e do serviço é que asseguram a durabilidade do seu ar condicionado ou climatizador por longos anos de uso.

E se você ainda procura de uma equipe de confiança para as tarefas de instalação e manutenção de ar condicionado ou climatizador, na TempoTem você encontra. Basta acessar a plataforma e agendar o melhor dia para receber a visita de um dos técnicos especializados. 

Para melhorar, a TempoTem possui o Plano Casa com 119 serviços residenciais disponíveis, desde prevenção e emergência, como chaveiro, encanador e eletricista até serviços de higienização, instalação e trocas.

Não perca tempo: instale e higienize seu ar condicionado ou climatizador com a líder em serviços assistenciais. Você e sua família merecem noites de sono sem suores, pernilongos e sufocos!

Autor

Bianca Maria Dos Santos

Analista de produtos. Especialista em desenvolvimento de produtos e novas soluções na prestação de serviços. Curiosa do mundo dos e-commerces, marketplaces e marketing digital. Apaixonada por inovação, negócios, música e gastronomia.

Deixe seu comentário