Entender como é feito o conserto de ar condicionado e as possíveis causas de problemas no aparelho é fundamental para garantir que após o reparo do item a sua casa terá novamente ambientes climatizados com um ar fresquinho e livre de novos defeitos. 

Como a TempoTem está sempre um passo à frente para facilitar a sua rotina, nosso time de especialistas em conserto de ar condicionado preparou um manual completo para tirar todas as suas dúvidas sobre o assunto.

Antes de mais nada, tenha em mente que para que o seu ar condicionado não volte a apresentar falhas e nem te deixe na mão durante os dias mais quentes do ano, é necessário identificar a origem do problema. Afinal, só assim é possível encontrar a solução correta de acordo com o defeito. 

Então, continue a leitura para descobrir quais são as causas comuns que fazem seu aparelho parar de funcionar e o que fazer quando precisar solicitar o conserto de ar condicionado ou uma manutenção preventiva. Vamos lá?

7 causas para o ar condicionado parar de funcionar

Seu ar condicionado sempre quebra? Descubra as possíveis causas para não precisar de conserto de ar condicionado!

Assim como qualquer eletro moderno, o ar condicionado não para de funcionar sem um motivo específico, portanto, é sempre possível encontrar a causa do defeito e restaurar as funções do equipamento. 

Para poupar o seu tempo na procura pela falha no ar condicionado, listamos os sete motivos comuns para esse tipo de aparelho não ligar mais. Dá só uma olhada:

1. Ventilação natural intensa no cômodo

Em muitos casos, sequer é necessário fazer o conserto de ar condicionado: basta somente reduzir a circulação de ar externo dentro do ambiente. 

Isto porque manter as portas e as janelas do cômodo abertas com o ar ligado acaba demandando muito mais esforço do aparelho para resfriar toda a ventilação que circula por ali. 

Fique atento (a), pois o caso é ainda pior para espaços com janelas amplas e maior entrada de vento, ok?

2. Potência baixa para o ambiente

A potência do ar condicionado deve ser calculada de acordo com a área em m² e o tempo de exposição ao sol — afinal, alguns ambientes têm incidência solar apenas pela manhã ou tarde, enquanto outros acabam sendo expostos o dia inteiro. 

Dessa forma, a potência do ar pode variar de 9000 a 24000 BTUs — Unidade Térmica Britânica aplicada para esse tipo de equipamento — e deve ser capaz de resolver de uma vez por todas o problema do ambiente mal climatizado.

Para saber qual a potência de ar condicionado indicada para cada ambiente, veja a tabela abaixo: 

Tamanho da áreaAmbiente residencialAmbiente comercial
9 m²7000 BTUs7000 BTUs
12 m²7000 BTUs9000 BTUs
15 m²9000 BTUs12000 BTUs
20 m²12000 BTUs16000 BTUs
25 m²15000 BTUs20000 BTUs
30 m²18000 BTUs24000 BTUs
35 m²21000 BTUs28000 BTUs
40 m²24000 BTUs32000 BTUs
45 m²27000 BTUs36000 BTUs
50 m²30000 BTUs40000 BTUs
60 m²36000 BTUs48000 BTUs
70 m²42000 BTUs56000 BTUs

3. Filtro de ar empoeirado

Problemas com o filtro empoeirado ou danificado pelo uso também facilitam o conserto de ar condicionado, já que essa peça pode ser higienizada ou trocada sem precisar de auxílio técnico. 

No entanto, caso o filtro esteja obstruído, além de não refrescar o ambiente, ele pode causar problemas respiratórios, por isso é importante estar de olho no seu estado de conservação e limpeza.

4. Saídas de ar obstruídas

Outro problema comum que não exige um grande conserto de ar condicionado é a obstrução das saídas e entradas de ar em uma das unidades — seja na parte interna ou na condensadora. 

Folhas de árvores, poeira e detritos de poluição, por exemplo, são alguns dos elementos que podem bloquear a passagem do ar pelos dutos e acabar diminuindo a eficiência do aparelho. 

5. Vazamento do gás refrigerante

O vazamento do gás refrigerante do ar condicionado pode ser evitado!

O gás refrigerante, responsável por gelar o ar, não é eliminado no processo de climatização e, portanto, não acaba com o tempo de uso. 

Porém, quando há algum vazamento nos dutos, o nível do gás diminui e a capacidade de resfriar o ambiente se torna menor. Então, para esse conserto de ar condicionado, além de recarregar o gás refrigerante, é preciso encontrar e corrigir o ponto onde está ocorrendo o vazamento.

6. Falha nos componentes internos

Os componentes internos, como o compressor e a placa eletrônica, também podem apresentar irregularidade com o passar do tempo — especialmente se o equipamento for antigo ou utilizado inadequadamente. 

Em casos como esse, o conserto de ar condicionado deverá ser feito exclusivamente por um técnico especializado.

7. Defeitos na instalação elétrica

O defeito no ar condicionado pode surgir ainda em decorrência de uma determinada instalação ou de problemas com a rede elétrica

Até mesmo o mau contato na tomada é suficiente para diminuir o desempenho do aparelho, danificar o restante da fiação e, em situações mais graves, resultar em curto circuito e queima do equipamento. Aqui, tanto o conserto de ar condicionado quanto o reparo na parte elétrica devem ser feitos por um profissional.

Como é feito o conserto de ar condicionado?

Como você pôde conferir até aqui, o conserto de ar condicionado depende diretamente do motivo do defeito e, muitas vezes, o próprio morador da casa é capaz de resolver o problema em segurança. 

Entretanto, é fundamental identificar onde surgiu a falha e verificar de imediato as causas mais simples, como janelas e portas abertas, além de resíduos bloqueando a entrada de ar.

Se a origem do problema for externa e simples, a higienização completa do ar condicionado — incluindo a limpeza do filtro e da turbina — tende a solucionar a irregularidade e restaurar a eficiência da peça. 

Para problemas mais complexos envolvendo outros componentes, o ideal é solicitar a avaliação de um técnico.

Na TempoTem, por exemplo, você pode contratar um profissional qualificado para fazer o serviço no seu aparelho por apenas R$179,90, com garantia de 90 dias da mão de obra realizada. 

Além disso, a equipe de técnicos da plataforma também realiza higienização e lavagem de ar condicionado por preço popular. Ou seja, vale a pena!

Como funciona o conserto de ar condicionado automotivo?

Para quem está enfrentando problemas com o ar condicionado automotivo, é importante saber que o seu sistema de funcionamento é muito semelhante ao mecanismo residencial

Isso significa que os cuidados para manter o ar do seu carro sempre fresquinho são praticamente os mesmos — exceto pelo funcionamento do compressor da peça, que é ligado ao motor do veículo.

Além disso, o conserto de ar condicionado automotivo segue os mesmo princípios, como reabastecer o gás refrigerante em caso de vazamento, higienizar ou trocar o filtro, remover sujeiras que possam estar entupindo os canais do condensador e aplicar um bactericida para eliminar os microrganismos prejudiciais para a saúde.

Quanto custa uma carga de gás no ar condicionado automotivo?

Vazamentos no ar condicionado automotivo é um problema frequente. Para solucioná-lo, basta reabastecer o gás refrigerante. O processo pode buscar a partir de R$180,00, de acordo com a região.

O que fazer quando o ar condicionado falhar?

Descubra táticas infalíveis para não precisar realizar mais conserto de ar condicionado!

Agora, se você está precisando de um conserto de ar condicionado, antes mesmo de contratar o serviço tente identificar brevemente quais as causas podem se encaixar com o seu caso

Assim, você pode auxiliar o técnico a encontrar a origem do efeito com mais facilidade e ter de volta o seu ambiente climatizado rapidamente.

Lembre-se que somente técnicos especializados devem fazer o reparo, ok? Pois, mais do que danificar os componentes do sistema, um profissional despreparado coloca em risco o bem-estar, a saúde e até a segurança da sua família

O mesmo vale para os moradores sem conhecimento na área que resolvem se aventurar com partes complexas do conserto, tudo bem?

Como evitar a quebra do ar condicionado?

Algo que os moradores podem fazer é manter o bom uso do aparelho para não precisar de um conserto de ar condicionado. 

Isto é, instalar um equipamento com a potência ideal para o tamanho do espaço e regular as funções de acordo com a necessidade climática do dia, a fim de reduzir o esforço excessivo das peças.

5 dicas de manutenção e conserto de ar condicionado

Segundo as orientações dos especialistas, existe ainda uma série de cuidados preventivos que podem facilitar a manutenção e os consertos de ar condicionado. 

Abaixo selecionamos as cinco principais dicas dos profissionais para você prolongar a vida útil e funcionalidade do seu equipamento. Veja:

1. Manter portas e janelas fechadas

Como já mencionamos ao longo deste manual, a entrada de ventilação natural prejudica o desempenho do ar condicionado. Por isso, o ideal é fechar as portas e janelas antes de ligar o aparelho, além de manter o ambiente fechado. 

Se houver incidência solar atravessando alguma janela de vidro, por exemplo, não deixe de instalar uma cortina escura ou blackout para bloquear a entrada do calor do sol.

2. Higienizar o aparelho corretamente

Muitas vezes, o conserto de ar condicionado consiste apenas em uma boa higienização. Contudo, não espere que a peça comece a dar problemas para limpar seus componentes.

A recomendação é de, ao menos, uma vez por semana utilizar um pano úmido macio para remover a poeira na parte externa e lavar o filtro interno a cada mês.

3. Realizar manutenção preventiva regularmente

A manutenção preventiva envolve algumas tarefas como a troca do filtro de ar, lavagem total do aparelho e uma checagem completa da execução das funções. 

Esse serviço visa identificar precocemente qualquer erro que possa atrapalhar a refrigeração do espaço e ele precisa ser feito em média a cada cinco meses, sempre por um profissional.

4. Seguir as recomendações do fabricante

Outra dica muito importante para garantir que a manutenção e o conserto de ar condicionado não vão alterar o funcionamento padrão do equipamento é seguir à risca todas as recomendações do fabricante — e jamais dispensar a leitura do manual de uso. 

Caso a peça apresente alguma irregularidade e esteja no prazo de garantia, contate um técnico autorizado pela marca para dar uma olhada primeiro.

5. Contar com profissionais especializados

E claro, repetimos que mesmo que seu aparelho não esteja mais no período de garantia, solicite apenas profissionais especializados e qualificados para mexer no seu ar condicionado. 

Especialmente para realizar a manutenção preventiva, contar com uma boa equipe é a melhor forma de economizar nos reparos e ter a certeza de que o equipamento voltará a funcionar como novo.

Agora, depois de descobrir quais são possíveis causas para o seu lar não estar climatizando direito e conferir como deve ser feito o conserto de ar condicionado, com certeza ficou mais fácil encontrar a solução para o seu problema, não é mesmo? 

Então, não deixe de seguir as nossas dicas e entrar em contato com o seu técnico de confiança para acabar de uma vez por todas com o calorão dentro de casa. Se quiser deixar a sua família protegida dos imprevistos domésticos, lembre-se da TempoTem!

Autor

Lourival Antonio da Silva Junior

23 anos de experiência na área de varejo com foco em bens e serviços dentro de empresas de grande porte como Submarino.com, Saraiva.com.br, Walmart.com e Wine.com.br. Mentor do E-Commerce Brasil, Palestrante, Apresentador, Terapeuta de PNL e curioso.

Deixe seu comentário