Na hora de decorar a casa, a claridade dos ambientes é fundamental para deixar cada cantinho do seu lar mais confortável e aconchegante. E para aqueles que amam combinar funcionalidade e designs incríveis, a iluminação pendente é a alternativa ideal. 

Mas, se você ainda não sabe do que estamos falando e quer entender tudo sobre esse tipo de luminária, a TempoTem preparou um guia completo para você.

A iluminação é capaz de transformar completamente um espaço, seja pelas cores e intensidade das luzes escolhidas, seja pelo modelo das lâmpadas, dos lustres e das luminárias. Ou seja, cada um desses pontos interfere de uma maneira diferente no estilo e até mesmo no bem-estar da casa. E um dos objetos queridinhos dos decoradores e amantes de um design sofisticado e moderno é o pendente.

Então, que tal aprender mais sobre esse estilo de iluminação e conhecer os modelos ideais para cada cômodo? Vem com a gente!

O que é iluminação pendente?

A iluminação pendente se refere àquela que além de dar a claridade, também tem função decorativa. Esse conceito é semelhante ao dos clássicos lustres, mas fornecendo um tipo de iluminação focada e com bocal para somente uma lâmpada. 

Ou seja, é ideal para deixar pontos específicos acesos dentro de um cômodo, como mesas, pias e bancadas.

Dessa forma, a iluminação pendente é composta por longos cabos individuais e suspensos pelo teto. O bocal na extremidade inferior pode ter diversos formatos, estruturas e estilos, com ou sem luminárias, e por isso se adequa facilmente a qualquer mood residencial. 

Mas apesar de ser uma peça democrática, lembre-se: saber combinar o modelo do pendente com o restante da proposta e da estrutura da casa é fundamental para aproveitar por completo a funcionalidade desse tipo de iluminação, e é isso o que ensinaremos mais abaixo.

Por que investir em uma boa iluminação?

A distribuição correta e adequada de lâmpadas ajuda a tornar cada local mais confortável para suas devidas necessidades. 

Salas de estudos e escritórios pessoais, por exemplo, precisam de uma iluminação pendente com foco de luz direcionado para a mesa de trabalho, ao mesmo tempo fornecendo claridade o suficiente para uma boa visão de todo o restante do local.

Uma boa iluminação pode ser essencial para o funcionamento da sua casa.

Por outro lado, em cozinhas e lavabos a iluminação pendente deve cobrir toda a região da pia, da cuba e do espelho. Neste caso, o ideal é que luzes brancas sejam instaladas para que reflitam com mais eficiência pelo cômodo, tornando dispensável a utilização das lâmpadas convencionais para dar claridade geral — mas que ainda podem ser colocadas para complementar o estilo e o conforto do espaço.

Além disso, vale explicar que o ideal é dar preferência para as lâmpadas amarelas nos dormitórios, já que aqui a luz ficará muito mais próxima dos ocupantes e deve ser suave o suficiente para estimular o relaxamento e melhorar a sensação de descanso. 

Ah, e o truque é apostar em um pendente menor ainda — ou um ring light — na penteadeira para ter a quantidade de luz necessária na hora de fazer maquiagens ou rotinas de skincare.

A importância de instalar a iluminação pendente da forma correta 

Além de todo efeito decorativo, para que sua iluminação pendente não apresente falhas por mau contato, lâmpadas queimando frequentemente ou outros problemas de um acabamento defeituoso, é importante tomar os devidos cuidados com a qualidade dos materiais adquiridos e também com a instalação de cada peça, desde a fiação interna até a fixação dos cabos decorativos.

Por se tratar de um objeto suspenso, os cabos elétricos precisam ser medidos perfeitamente para não ficarem muito próximos das superfícies e dos móveis que estarão abaixo, e também não atrapalharem a circulação de moradores e visitantes. 

Sendo assim, antes de adquirir a iluminação pendente, recomenda-se contar com um arquiteto ou designer de interiores para fazer um projeto bem estruturado da decoração do ambiente, além de buscar por um profissional para realizar a instalação na altura correta.

E claro, contratar profissionais de confiança é essencial para evitar problemas graves, como um curto-circuito. Na TempoTem, por exemplo, você encontra eletricistas especialistas em instalação de iluminação pendente por preços justos e garantia de qualidade no serviço. Vale a pena conhecer.

Vantagens da iluminação pendente para o design do ambiente

A decoração de uma casa é fundamental para imprimir personalidade e torná-la acolhedora e agradável a seus moradores. Da mesma forma, instalar lâmpadas e luminárias em pontos estratégicos faz a diferença para que todos os cômodos sejam usados de acordo com as suas funcionalidades, como escritórios que necessitam de claridade o suficiente para deixar o home office produtivo e salas de estar que merecem um clima relax.

Lustres e iluminações pendentes dão um charme a mais para o ambiente.

A iluminação pendente pode ser feita em diferentes tamanhos. Dessa maneira, cada modelo e altura dos cabos é capaz de oferecer benefícios distintos para os cômodos da casa. E o melhor, sempre mantendo o design ideal que foi planejado no projeto. 

Assim, para lhe mostrar todos os ganhos de optar por essa tendência na arquitetura do seu lar, abaixo listamos as vantagens da iluminação pendente em uma residência:

Traz iluminação direta para os pontos necessários

Como já mencionamos acima, por contar com longos cabos elétricos suspensos em uma área específica, a instalação dos pendentes contribui para uma iluminação mais eficiente nas regiões necessárias, como nas mesas de canto e em poltronas de leitura. O modelo do pendente também colabora para isso, já que a estrutura pode ser direcionada para os lados e não somente para baixo.

Melhor controle da claridade do ambiente

A iluminação pendente também é uma opção para quem deseja conseguir alternar a intensidade de luz do ambiente e deixá-lo mais claro ou mais escuro, de acordo com a necessidade de cada momento. 

Nas salas de TV e áreas de lazer externas, por exemplo, essa função pode ser extremamente útil para tornar as ocasiões mais aconchegantes e convenientes, sem precisar acrescentar luminárias extras.

Completa a decoração da casa

As cores, os formatos e o material de fabricação também ajudam a compor um design único e exclusivo para a casa, já que cada peça pode ser combinada com o restante da mobília e até mesmo com a coloração das paredes. 

Além disso, é possível brincar com o jogo de luzes para dar aquele toque especial de requinte em cada cantinho da residência.

5 tipos de luminárias pendentes

Você já entendeu que a iluminação pendente tem conquistado arquitetos e designers de interiores mundo afora, tanto pela sua extrema funcionalidade quanto pela modernidade da peça, certo? E vale dizer ainda que uma das partes preferidas para quem gosta de inovar na decoração de residências são os diferentes tipos de pendentes disponíveis no mercado. 

Quer conhecer as opções mais queridinhas e atemporais? Nós elencamos abaixo para você:

1. Aramado

O pendente aramado é aquele que possui somente uma estrutura determinando o formato da luminária. Ou seja, as barras de ferro — ou material semelhante — são montadas como uma forma geométrica ou mesmo de figuras abstratas em torno da lâmpada, mas sem possuir nenhuma cobertura sobre a estrutura vazada.

Esse modelo permite que a iluminação pendente se espalhe completamente pelo espaço, já que a armação não conta com revestimento para limitar a saída da claridade. Assim, podemos garantir que a tendência é ótima para escritórios, salas de leitura e áreas gourmet, onde o alcance da luz é indispensável em todo o cômodo.

2. Geométrico

Já os pendentes geométricos costumam utilizam círculos, triângulos, retângulos e trapézios para compor a armação em volta da lâmpada. Os modelos mais ousados podem ainda ter a própria lâmpada em formato geométrico, e aqui a luz é provida diretamente da estrutura suspensa.

A iluminação pendente com toques de geometria pode ser instalada em locais onde a fonte de luz centralizada não precisa ser tão forte, como salas de TV e mesas de jantar. 

Ah, e nem precisamos dizer que este design cheio de personalidade cai muito bem nos espaços para receber visitas, hein?

3. Cúpula

A iluminação pendente em cúpula é uma das mais famosas, pois se adapta facilmente em qualquer cômodo e ainda oferece um foco de luz bem generoso para as áreas escolhidas. O material para essa luminária também é muito diversificado — como madeira, alumínio ou mesmo plástico —, bem como a cor e os acabamentos que podem ser facilmente personalizados de acordo com o estilo da casa.

Tais pendentes de cúpula são bastante utilizados nas bancadas de cozinha, nas mesinhas de canto dos dormitórios e, inclusive, próximos aos espelhos de lavabos. E uma dica extra: para quem tem área gourmet espaçosa, as cúpulas também são interessantes para uma visibilidade melhor ao lado da churrasqueira e da pia.

4. Vidro

Os pendentes de vidro podem ser encontrados em diversos formatos e tonalidades, e são capazes de ornar muito bem em qualquer cômodo da casa. 

Neste caso, o estilo da iluminação pendente poderá ser modificado de acordo com a cor e o acabamento da armação da luminária, já que o vidro possui uma neutralidade que permite criar outras combinações para o espaço.

A instalação de pendentes de vidro por si só garante uma elegância a mais para a residência, pois o material está sempre na moda. A estrutura pode ter o vidro transparente, jateado ou mesmo colorido — sendo essa última uma opção muito interessante para áreas de lazer, onde o morador reúne familiares e amigos.

5. Fibra natural

Para quem gosta de estilos mais alternativos, o pendente fabricado em fibra é a escolha certa. A peça pode ter vários modelos e formatos citados anteriormente — como cúpula e geométrico —, mas sem perder o tom artesanal que a peça traz para os ambientes. Além disso, vale mencionar a sustentabilidade do produto, uma vez que é possível optar por fibras naturais ou recicláveis.

Para acertar no visual da casa, entenda que a fibra é um material muito utilizado para a iluminação pendente nas partes externas do lar, bem como áreas com piscinas e gramados. Assim, a peça é capaz de manter a modernidade do ambiente, mas ainda com uma leve rusticidade e toque natural que harmoniza muito bem com residências de praia e de campo.

Investir na iluminação pendente é, sem dúvidas, uma das tendências mais vantajosas da arquitetura residencial, pois as peças permitem a criação de diversas decorações diferentes e ainda proporcionam uma disposição eficiente das lâmpadas em cada cômodo.

E como você pôde descobrir no guia, existem diversas possibilidades de combinar esse tipo de luminária com seus móveis e elaborar um estilo único para sua casa, do jeitinho que você sempre sonhou. 

Gostou da ideia? Então, comente qual dos modelos você irá adquirir para o seu lar e não esqueça de compartilhar este manual com os amigos e amigas apaixonados(as) por décor, combinado?!

Autor

Bianca Maria Dos Santos

Analista de produtos. Especialista em desenvolvimento de produtos e novas soluções na prestação de serviços. Curiosa do mundo dos e-commerces, marketplaces e marketing digital. Apaixonada por inovação, negócios, música e gastronomia.

Deixe seu comentário