Um dos fatores que influenciam na qualidade do seu banho é a potência de chuveiro. E, convenhamos: nada melhor do que chegar em casa depois de um dia estressante e tomar uma ducha quente para esquecer dos problemas, não é mesmo? 

Mas, para que no fim do mês a conta de energia não transforme o seu momento de relaxar em um pesadelo, a TempoTem consultou os especialistas no assunto e trouxe um guia completo ensinando tudo sobre potência de chuveiro e como escolher a mais econômica para o seu banheiro.

Apesar da sua fama de mau, o chuveiro elétrico não precisa ser o vilão da sua fatura de energia, tampouco você precisa se privar dos banhos relaxantes antes de começar e encerrar o seu dia — ou sempre que precisar renovar a disposição do seu próprio corpo. 

Para entender como funciona o consumo de acordo com a sua potência de chuveiro — além de descobrir hábitos de uso que vão te ajudar a poupar com inteligência —, continue a leitura e confira as dicas que separamos para você.

O que é potência de chuveiro?

Você sabia que a potência de chuveiro é responsável pelo aquecimento da água?

Antes de entrarmos no assunto que interessa, queremos que entenda o que de fato é potência. A potência é definida pela rapidez com que um trabalho é realizado e sua unidade de medida é o watt

Como o chuveiro é um dos aparelhos que envolvem a eletricidade, aqui a potência vai indicar a quantidade de energia elétrica que foi transformada em energia térmica por unidade de tempo. Mas, o que tudo isso tem a ver com o chuveiro?

A potência de chuveiro é importante porque é por meio dela que se obtém a informação sobre qual a capacidade do aparelho em esquentar a água em um determinado período de tempo. Isto é, quanto mais alta a potência, melhor será seu desempenho aquecendo grandes quantidades de líquido com maior pressão de vazão.

Atualmente no mercado existem quatro tipos de duchas com potências diferentes, sendo elas o chuveiro de potência de 5500W, de 6800W, de 7500W ou de 7800W. 

Dessa forma, tanto a potência quanto o modelo do chuveiro contribuem para a temperatura da água na hora do seu banho e por isso é tão importante saber aliar os dois fatores na hora de equipar os banheiros do seu lar

No entanto, vale ressaltar que optar por uma potência de chuveiro mais alta do que o necessário pode não trazer os resultados esperados e ainda impactar negativamente no seu consumo mensal.

Como calcular o consumo do seu chuveiro?

Um dos motivos para o alto consumo do chuveiro elétrico é o uso diário do aparelho. Contudo, algumas atitudes podem ajudar na diminuição da conta, como saber calcular e ficar atento(a) sobre quanto o aparelho tem gastado

Sendo assim, o seu consumo será o resultado da potência de chuveiro em watts dividido por mil — valor fixo para transformar watt em quilowatt-hora (kWh), a unidade usada na descrição da sua fatura — e multiplicado pelo tempo de uso do chuveiro.

Na prática, supondo que em uma casa com um chuveiro de 5500W sejam tomados 4 banhos por dia com cerca de 15 minutos cada, isso totaliza em 1 hora de funcionamento diário. 

Nesse caso, o chuveiro tem um consumo de energia de 5,5kWh — uma vez que 1000W = 1kWh e, portanto, 5500W = 5,5kWh. Assim, para descobrir quanto será cobrado por esse dia de uso, basta multiplicar 5,5kWh pela taxa de referência cobrada por kWh descrita na fatura.

O valor da taxa pode variar de um mês para o outro e de acordo com a companhia de energia elétrica da sua região. 

Por isso, o resultado da conta tende a oscilar, mas tendo a base do cálculo você pode ter maior controle sobre o quanto gasta diariamente com o chuveiro e prever um preço aproximado de como ficará sua fatura mensal somando o seu consumo por dia — sem contar os demais gastos elétricos da residência.

Qual a potência de chuveiro mais econômica?

Saiba como economizar na hora de escolher a potência de chuveiro correta!

Como mostramos acima, o consumo da energia está diretamente relacionado à potência de chuveiro, da mesma forma que o seu desempenho em aquecer a água também está ligado a esse mesmo fator. 

Por esse motivo, é fundamental conhecer as opções disponíveis no mercado antes de adquirir o seu eletro

Abaixo explicamos sobre cada uma delas em detalhes para você não ficar com nenhuma dúvida. Dá só uma olhada:

Chuveiro de 5500W

O chuveiro de 5500W é o mais comum e pode ser encontrado no mercado em diversos modelos e marcas. 

Esse produto é recomendado para pessoas que vivem em regiões quentes, pois normalmente conta com três opções de temperatura, sendo elas inverno, verão e zero. Esse é um chuveiro mais simples e sem tantas opções de aquecimentos.

Chuveiro de 6800W 

Esse modelo tem consumo parecido com o anterior, porém possui algumas características particulares, como quatro opções de temperatura — máxima, intermediária 1, intermediária 2 e zero. 

Outro ponto relevante é que essa potência de chuveiro só pode ser instalada em redes elétricas de 220V, além de ser uma versão que possui aquecimento mais estável — o que faz com que dificilmente seja utilizado na opção máxima, acarretando em uma diminuição no consumo de energia.

Chuveiro de 7500W

A potência de chuveiro desse modelo é de 7500W, sendo do tipo eletrônico — como vamos explicar melhor mais adiante —, contudo a variação de potência não é a única diferença. 

Aqui não existe um botão para controle da temperatura, o que se tem é uma haste que permite fazer os ajustes necessários com maior precisão. Se comparado com os tipos anteriores, esse pode ter um consumo mais alto.

Chuveiro de 7800W

Além do design mais sofisticado, esse chuveiro apresenta regulagem gradual de temperatura, oferecendo maior controle da temperatura durante seu banho. 

Além disso, por apresentar uma maior potência de chuveiro, esse modelo tende a ser mais caro — porém, atualmente é o mais moderno do mercado.

Qual a diferença entre chuveiro eletrônico e multitemperaturas?

Chuveiro eletrônico ou chuveiro multitemperaturas? Saiba qual a melhor escolha na potência de chuveiro certa!

Ambas as opções de chuveiro são elétricas, porém a forma de funcionamento de cada uma delas proporciona diferentes formas de aquecimento da água durante o banho. 

O multitemperaturas, por exemplo, é um dos mais populares por ser acessível, possuir uma potência de chuveiro regular e ter uma instalação simples. Entretanto, ele precisa estar desligado para ajustar a sua temperatura.

Por outro lado, o chuveiro eletrônico — como o de 7500W — é mais preciso e resistente. 

Esse tipo permite a regulagem do aquecimento da água sem precisar desligar o aparelho e o modelo alcança até 14 temperaturas diferentes, sendo uma ótima escolha para quem vive em regiões com mudanças climáticas constantes.

Como economizar na hora do banho?

Depois de conhecer as potências de chuveiro existentes, o próximo passo é escolher a que mais se adequa às suas necessidades. 

Afinal, a potência de chuveiro correta, além de proporcionar banhos mais relaxantes, ajuda na economia de energia. 

Mas, o chuveiro certo não é a única forma de poupar no bolso, e existem algumas dicas que ajudam a reduzir o consumo. São elas:

  • Para regiões mais quentes, um chuveiro mais simples pode ser o ideal;
  • Use a temperatura de forma correta. Ou seja, quanto mais quente a água, maior o consumo;
  • Em locais onde existe uma grande variação climática, o indicado é o uso de chuveiros eletrônicos, pois garantem maior estabilidade de temperatura;
  • Fora isso, outro ponto importante a ser levado em consideração é a voltagem, que pode ser 110V ou 220V. Portanto, no momento de escolher o chuveiro certo a voltagem dele precisa ser proporcional à da residência para que não ocorram erros.

4 dicas para comprar um chuveiro com maior durabilidade

Sem dúvidas, quando compramos algo nosso desejo é que o item dure o máximo de tempo possível. Com o chuveiro não é diferente, ainda mais por ser um aparelho bastante usado no dia a dia.

Pensando nisso, aqui elencamos quatro dicas que vão te auxiliar no momento da sua aquisição. Veja só: 

1. Saiba qual o tipo de rede elétrica da sua casa 

Como já explicamos, a voltagem da sua casa influencia diretamente no modelo de chuveiro que vai ser escolhido. Assim, antes da compra é preciso ter o conhecimento, pois alguns tipos possuem potência de chuveiro que só pode ser usada com uma determinada voltagem — como é o caso do chuveiro de 6800W. 

2. Verifique a vazão da água

O bom funcionamento da potência de chuveiro está relacionado com a pressão da água. Para isso, é preciso entender que a vazão da água de uma casa é bem diferente de um prédio, por exemplo, pois a pressão hídrica depende da altura da coluna de água. 

Dessa forma, para quem mora em apartamento ou andares muito próximos à altura da caixa d’água — onde a pressão não é tão boa — vale a pena investir em um modelo com pressurizador interno.

3. Avalie todas as características do chuveiro

Tendo em mente todas essas especificações do seu lar, é chegada a hora de avaliar as características do próprio chuveiro. Algumas são fundamentais, como:

Pressão da água: 

A pressão de água é tão importante quanto a vazão e essa informação está disponível na embalagem;

Espalhador

No mercado é possível encontrar espalhadores de três tamanhos, sendo eles os pequenos, os médios e os grandes;

Jatos

Existem modelos de chuveiros com jatos massageadores, lineares, direcionáveis, em efeito cascata e nebulizadores, por exemplo, e você deve levar isso em consideração na escolha.

4. Limpeza e durabilidade

Um fator que influencia na durabilidade do chuveiro é o seu material de fabricação. E aqui, saiba que os modelos de aço inoxidável são os que possuem maior tempo de uso quando comparados aos outros materiais, pois é mais resistente às altas temperaturas da água.

O valor pode ser um pouco mais elevado, porém, vale a pena, já que não enferrujam e são resistentes à corrosão.

Outro ponto importante para a duração do seu chuveiro é a limpeza do espalhador — tanto a externa quanto a interna. Assim, no mercado é possível encontrar alguns modelos que são autolimpantes e que facilitam tanto para você quanto para a vida útil do aparelho.

Por fim, independentemente da potência de chuveiro escolhida, uma boa instalação é fundamental para o funcionamento e a durabilidade da sua ducha. Por isso, a TempoTem preparou um infográfico de como trocar seu chuveiro de forma segura:

Caso você não queira arriscar em instalar, na TempoTem, por exemplo, você encontra os melhores profissionais para a instalação do seu chuveiro, além de contar com a possibilidade de assinatura do Plano TempoTem Casa, que garante 119 serviços residenciais que incluem instalações, reparos, limpezas, contenção de vazamentos e auxílio em situações de emergências.

Com essas informações em mãos e os profissionais certos para te auxiliar, ficou fácil encontrar a potência de chuveiro ideal para o seu lar, não é mesmo? Então, aproveite as dicas e curta banhos mais relaxantes sem medo da conta de energia!

Autor

Lourival Antonio da Silva Junior

23 anos de experiência na área de varejo com foco em bens e serviços dentro de empresas de grande porte como Submarino.com, Saraiva.com.br, Walmart.com e Wine.com.br. Mentor do E-Commerce Brasil, Palestrante, Apresentador, Terapeuta de PNL e curioso.

Deixe seu comentário