Se você está construindo ou reformando sua residência, em algum momento pode se deparar com uma dúvida bastante comum: afinal, entre os diversos tipos de torneiras que existem, qual é o mais adequado para cada ambiente do lar?

Caso você ainda não saiba a resposta, não se preocupe, pois a TempoTem é expert em serviços residenciais e preparou um guia completo e prático sobre o assunto, com explicações que vão desde os modelos e materiais, até dicas de conservação para todos os tipos de torneiras.

Antes de mais nada, precisamos lembrar que para você entender quais os tipos de torneiras são recomendados para cada cômodo, o correto é, juntamente com seu arquiteto, decidir alguns pontos logo na elaboração do projeto da obra.

Ou seja, você deseja ter água quente ou somente fria no seu registro? Qual a disposição de espaço para a cuba? Como são as instalações hidráulicas do local? Essas e outras perguntas são essenciais para não ter erro na escolha.

Então, para te ajudar a solucionar todos esses dilemas, continue a leitura deste manual e descubra as funcionalidades dos mais diversos tipos de torneiras.

Principais tipos de torneiras e suas funções

Conhecer os diferentes tipos de torneiras que existem é importante na hora de escolher o modelo mais adequado para cada ambiente.

Os catálogos de torneiras são bem diversificados, não apenas pelo efeito estético e design inovador que cada uma pode apresentar, mas principalmente para suprir as necessidades do seu lar e, obviamente, desempenhar um ótimo papel como regulador do fluxo de água ao final de uma tubulação.

Para conhecer e entender a função de cada uma dessas variações, listamos em detalhes os principais tipos de torneiras do mercado:

Torneira ou misturador

Você deseja ter água quente na sua pia do banheiro ou da cozinha? Se a resposta for sim, você precisará de uma torneira elétrica ou de um misturador ligado a um sistema de aquecimento. O misturador é um tipo de torneira com dispositivo que regula o fluxo tanto de água fria quanto água quente.

Se a água aquecida não é uma necessidade, a torneira convencional é o suficiente.

Misturador monocomando ou duplocomando

Se você optou por instalar um misturador, o próximo passo é decidir se será um monocomando — com apenas um registro para regular a temperatura da água — ou um duplocomando, onde você conta com um registro para a água fria e outro para a água quente.

Vale explicar que os modelos de duplocomando, embora sejam mais tradicionais, necessitam de, pelo menos, dois furos na cuba ou na parede de instalação.

Bica alta ou bica baixa

Os tipos de torneiras com bica alta são indicados para quem deseja usar uma cuba de apoio mais alta, mantendo um espaço confortável para a lavagem das mãos e dos demais objetos.

Essa opção é muito utilizada em cozinhas e áreas de serviço, por exemplo. Já a bica baixa é ideal para as cubas baixas e, principalmente, para ambientes menos espaçosos, como os lavabos.

Torneira gourmet flexível

Além dos modelos de bicas baixas e altas, os tipos de torneiras flexíveis também são muito interessantes para quem deseja uma peça mais prática para o uso diário.

Chamada de torneira gourmet, essa versão possui a bica um pouco maior e dobrável o suficiente para que você possa movê-la enquanto lava alimentos, panelas e, até mesmo, a própria pia.

Torneira de parede ou de mesa

Conhecer os diferentes tipos de torneiras que existem é importante na hora de escolher o modelo mais adequado para cada ambiente.

Se você quer economizar o máximo de espaço possível na sua cuba ou no seu balcão, dê preferência para os tipos de torneiras de parede. Com esse modelo, tanto os registros quanto a própria torneira são instalados diretamente na parede — como o próprio nome explica. 

Em contrapartida, caso o espaço não seja um problema ou a sua cuba já vier com os locais indicados para instalação hidráulica, fique à vontade para escolher uma torneira de mesa.

Torneira de piso

Em alguns projetos específicos é possível que não exista nenhuma parede para dar suporte ao balcão da pia — e muito menos à tubulação de água. Em situações como essa, a alternativa é recorrer aos tipos de torneiras de piso, nos quais a instalação hidráulica é feita diretamente do chão.

Um ponto negativo desta opção é o preço, pois as peças costumam ser mais caras do que as torneiras mais convencionais.

Os diferentes materiais e acabamentos das torneiras

É importante conhecer também os diferentes tipos de acabamentos de torneiras que existem.

Depois de escolher os tipos de torneiras que se adaptam melhor à funcionalidade que você deseja ter em cada ambiente da casa, chegou a hora mais divertida: decidir o design e os acabamentos estéticos da torneira

Aqui vai muito mais do seu gosto e orçamento, mas selecionamos alguns pontos que precisam da sua atenção. Olha só:

Torneiras em metal

As torneiras metálicas são as mais resistentes contra corrosão e podem ser fabricadas em diferentes matérias-primas, como o aço inoxidável, a liga de zinco e o latão. 

Normalmente, o acabamento deste tipo de torneira é cromado e, devido à qualidade do material utilizado,  esta opção pede um investimento maior do que as peças em plástico.

Torneiras em ABS

O ABS é um dos plásticos mais utilizados na fabricação de utensílios de banheiro, como torneiras e pias. Uma das principais vantagens do ABS é o baixo custo. Por outro lado, os tipos de torneiras em plástico são menos resistentes ao desgaste natural do uso.

Anel arejador para bica

O anel arejador pode ser instalado em todos os tipos de torneiras, mas é necessário encontrar um que se encaixe perfeitamente à bica do dispositivo da sua casa. 

A instalação do anel é opcional, no entanto, a peça é capaz de aumentar em até 50% a economia de água da sua torneira sem prejudicar o volume necessário para a lavagem de mãos e dos objetos.

Cor e tinturas para torneiras

Embora grande parte das torneiras de plástico ABS sejam brancas e as metálicas possuam um acabamento cromado, é possível personalizá-las com tintas específicas para cada material. 

Entretanto, é importante ressaltar que uma peça com tintura exige mais cuidado para manter a cor e o material em bons estados de uso, evitando os ressecamentos e descascados.

5 dicas para conservar as torneiras por mais tempo

São necessários alguns cuidados para manter as torneiras em bom estado por mais tempo.

A principal maneira de fazer o resultado do seu projeto durar muito mais tempo é escolhendo corretamente os tipos de torneiras para cada cômodo, sempre levando em consideração os pontos acima. Porém, cuidar da sua peça regularmente também é uma tarefa fundamental para manter a estética e a funcionalidade da peça. 

Pensando nisso, separamos 5 dicas básicas e essenciais para manter a sua torneira conservada como nova por muitos anos. Confira:

1. Mantenha a torneira higienizada

Por geralmente estar localizada em banheiros, cozinhas, jardins e áreas de serviço, é comum que alguns resíduos se acumulem entre os detalhes e os encaixes da torneira. A longo prazo, esses resíduos podem causar fungos, bactérias e até acelerar o processo de corrosão e desgaste do material, além de prejudicar totalmente a estética da peça.

Portanto, fazer a higienização no utensílio ao menos uma vez por semana  — e sempre com a ajuda de um pano úmido e macio para evitar arranhões — é fundamental. Além disso, a dica é consultar as recomendações do fabricante para saber mais a respeito dos produtos de limpeza que são mais indicados para cada um dos tipos de torneiras da casa.

2. Realize a limpeza do anel arejador

A função do anel arejador é adicionar ar ao jato de água da torneira. No entanto, é comum que detritos que entram pelo encanamento obstruam tanto a passagem do ar quanto da água pela bica do dispositivo e, quando isso ocorre, o volume da sua torneira pode ser prejudicado, gerando pequenos vazamentos.

Para evitar o problema, mensalmente — ou sempre que achar necessário — retire o anel arejador da bica e faça uma limpeza para remover as sujeiras presas. É importante que o arejador também seja de boa qualidade e adequado para a sua torneira, ok? 

3. Não adie conserto de vazamentos

Em casos de vazamentos, é essencial solicitar um técnico para resolver o problema o mais rápido possível.

Instalações mal feitas, encanamento quebrado e a escolha errada dos tipos de torneiras para cada ambiente podem causar sérios problemas de vazamento e infiltrações na casa. E quanto mais tempo o problema durar, maior será o estrago das peças e da estrutura da sua casa.

Portanto, ao primeiro sinal de vazamento, cheque se todos os encaixes estão firmes, se as tubulações estão seguindo as normas de segurança e não hesite em solicitar um técnico para encontrar e corrigir o problema.

4. Aplique vaselina líquida em torneiras metálicas

Como dito anteriormente, as torneiras metálicas são sensíveis à corrosão, especialmente para quem reside em zonas litorâneas e sofre frequentemente com a ação da maresia nos móveis da casa. Porém, se os tipos de torneiras metálicos forem bem cuidados, não há contraindicação para nenhuma região e sua vida útil será altíssima.

A vaselina líquida é uma ótima forma de proteger o material metálico dos ressecamentos causados pelo clima. Além disso, este produto mantém a cor e o brilho da sua torneira por mais tempo. Não deixe faltar vaselina e mantenha o hábito semanal de blindar sua torneira com o produto.

5. Aplique selante em peças pintadas

As torneiras que são pintadas deixam a decoração com um design mais moderno e dão uma personalidade única para o ambiente. Entretanto, seria uma pena se a tinta começasse a descascar com apenas alguns meses de uso e prejudicasse toda a estética do projeto recém-acabado, não é mesmo? 

Uma forma de deixar a cor intacta por muito mais tempo e evitar que a peça descasque é finalizando a pintura com um selante apropriado para a tinta utilizada e para o material de fabricação da torneira em questão.

E aqui, mais uma vez, a vaselina pode ser utilizada para evitar que a tinta resseque a sua peça. Mas lembre-se sempre de conferir se os produtos usados são adequados para os tipos de torneiras da residência.

Como você pôde ver neste guia, embora existam muitos passos na escolha dos tipos de torneiras para uma casa ou apartamento, todo procedimento fica muito mais fácil quando você define as funções desejadas, o espaço a ser usado e o orçamento disponível já na elaboração do projeto arquitetônico. 

E caso você só precise de uma reforma, troca ou conserto nesta parte hidráulica da casa, saiba que a TempoTem oferece os melhores profissionais para fazer reparo e instalação de todos os tipos de torneiras.

Para melhorar, a TempoTem possui o Plano Casa com 119 serviços disponíveis, desde prevenção e emergência, como chaveiro, encanador e eletricista até serviços de limpeza, instalação e trocas.

Não perca tempo, clique no botão abaixo para encontrar um encanador e agendar uma visita agora mesmo.

Autor

Gina Trancoso

17 anos de experiência em Data-driven Marketing, Digital, Performance, Fidelidade e CRM, em empresas como MercadoLivre, Walmart.com, Livelo e British Telecom – UK. Engenheira de Computação, estudiosa de Marketing e Negócios e apaixonada por pessoas, Comportamento do Consumidor, Tecnologia, Criatividade e Inovação. Mãe do Gui (4 anos), cantora de chuveiro, ex-bailarina e em constante evolução!

Deixe seu comentário